sábado, 29 de janeiro de 2011

Quiche de Atum com Cogumelos e Linguiça

Muitas vezes chegamos tarde a casa e não temos nada descongelado nem me apetece ir fazer refogados.
Para isso tenho sempre massa quebrada (ou massa folhada) para esse tipo de situações, e faço uma quiche com o que tiver no frigorífico. Hoje fiz quiche de atum com cogumelos e linguiça.


3 ovos
1 linguiça
1 lata de atum
1 pacote de natas
1 lata de cogumelos
1 pacote massa folhada ou quebrada fresca
sal e pimenta
Forrar uma tarteira com a massa, picar o fundo com um garfo e dispôr os cogumelos escorridos, a linguiça em fatias e o atum escorrido e desfiado. Cobrir com os ovos batidos com as natas (deitar uma pitada de sal e de pimenta à mistura). Polvilhar com o queijo mozzarella (a gosto).
Levar ao forno pré-aquecido até alourar.

Existem outras receitas de quiche com estes ingredientes principais, que envolvem refogados com cebola, etc.
Esta é a versão mais simples e rápida. Na minha opinião, fica mais leve e igualmente saborosa.

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Caixinha para Brincos de Princesa

Princesa que se preze, tem uma caixinha própria para os brincos. Mesmo que a princesa em questão tenha apenas 7 aninhos.


Lembrei-me desta necessidade quando deitava umas coisas velhas para o lixo, e entre elas, estava esta caixinha de madeira oferecida há muitos anos e que eu já não gostava.


Resolvi dar-lhe uma segunda oportunidade.
Pintei-lhe o interior e o exterior (para aclarar), e escolhi um tecido ás pintinhas que já tinha cá em casa, para a forrar.




Para a forrar, usei a mesma técnica da cómoda forrada a tecido da minha filha. Comecei pelo fundo.


Quando secou, cortei as aparas com x-acto. Depois colei fita colorida e um lacinho para decorar a caixinha.



Coloquei uns pézinhos de feltro para proteger a base.

Fiz as plaquinhas com quadrados de cartão canelado.




Forrei-as dos dois lados e também apliquei a mesma fita. Quando secam, ficam muito resistentes. Os furos para os brincos, fiz com uma agulha de coser.







Hum... acho que também quero uma para mim.

Mostrámos esta ideia em: Fingerprints on the Fridge, The Shabby Nest, Remodelaholic, Fun to Craft, Finding Fabulous, My Romantic Home, Sassie Sites, Fireflies and Jellybeans, Me and my Bucket, A Little Lovely, Be Different...Act Normal, Crazy Domestic, Hope Studios

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Os primeiros 100

Este blog chegou aos 100 seguidores.
Muito obrigada aos que nos acompanham nesta aventura (seguidores ou não), nos visitam diariamente e nos deixam simpáticos comentários.


Carta à minha Mãe


Hoje seria dia do teu Aniversário.
Provavelmente passaríamos o dia juntas, e tu verias os teus netos levarem-te um presente.
Dei-me hoje conta, que já passei mais tempo sem ti do que contigo, e a tua ausência magoa-me... só eu sei quanto dói e mais ninguém o vê (porque eu não deixo).
Conforme os anos vão passando, dou-me conta que me fazes muita falta, cada vez mais. Falta de um afecto de mãe, de um conselho, ou de uma peça que tu maravilhosamente tricotavas (e que eu na altura não sabia valorizar). Agora gostava de aprender, e não estás cá para me ensinar.
Adorava quando me entalavas os lençóis da cama ao deitar. É por isso que hoje faço isso aos meus filhos.
Tenho saudades dos beijinhos e abraços que não me deste, e das histórias que não me contaste. É por isso que hoje os abraço e beijo sem motivo aparente (vê lá), e lhes leio uma história todos os dias.
Quando partiste, eu era ainda uma menina, e provavelmente, do alto de onde me vês, eu serei ainda essa menina. E ás vezes sinto-me como uma.

A mãe é a mais bela obra de Deus.  Almeida Garrett

Deus não poderia estar em toda a parte, e por isso Ele criou as mães.  Provérbio Judeu


segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Agenda a condizer com o escritório

Ainda não tinha comprado a agenda deste ano, por isso fui à Stapples procurar uma.
Encontrei uma muito bonita, mesmo a condizer com as almofadas do sofá do escritório, oferecidas pela Lúcia num dos meus aniversários.


domingo, 23 de janeiro de 2011

Reciclagem de cadeira para menina

A cadeira de secretária da minha filha foi forrada há cerca de 5 anos, e já estava muito danificada e a precisar de ser actualizada (na altura usei uma sobra da baínha dos cortinados do quarto do irmão).


Então, arranquei o tecido danificado e forrei com o tecido cinzento ás bolinhas.
Depois achei que podia adicionar mais uns toques de feminilidade (a minha filha aprecia muito), e apliquei fita rosa (a mesma dos chinelos)  com o agrafador com que forrei a cadeira.


Fiz um laço á parte e apliquei-o com cola quente na junção das fitas.





A cadeira permanece totalmente funcional porque a decoração não ocupa a zona de sentar.

Essa foi a minha maior preocupação, porque não aprecio ideias que parecem muito giras mas depois na prática não funcionam ou não permitem que se use o objecto da forma habitual. Esta é a cadeira que a minha filha usa para estudar, por isso, tinha que permanecer totalmente funcional.
Ela gostou muito.

Apresentámos esta ideia em: C.R.A.F.T., My Romantic Home

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Colocar acessórios em objectos enfadonhos

1º Passo: Possuir um objecto careta. Os meus chinelos enfadonhos servem na perfeição.


2º Passo: Com um pouco de fita colorida e um mínimo de habilidade, fazer dois laços.

3º Passo: Aplicar os laços (cosendo).



4º Passo: Convencer a minha filha que os chinelos não são para ela...

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

A mesa que eu encontrei hoje no lixo

Já tinha dito que sempre que vou de carro, reparo nos amontoados de coisas ao lado dos contentores.
Já encontrei coisas fantásticas desse modo (como a mesa branca), e apurei o meu olhar para o fixar nas coisas interessantes sem parar o carro. Quando ia levar os miúdos á escola, olhei com a minha visão computorizada (parecia a do Terminator ) e identifiquei em menos de um segundo:

Mesa pequena....bip....formato hexagonal....bip....pé de galo....


Foi apenas por um instante, e logo por azar não dava para encostar naquele momento por causa do trânsito.
À vinda, vinha em pulgas para a ver bem e fazer o diagnóstico.
Afinal não era hexagonal, mas sim octogonal, e estava virada para baixo. Quando a virei para cima, Tadinha, deixaram-te aqui á chuva... tinha o tampo em aglomerado folheado arruinado (experimentem dizer isto rápido).





Peguei nela (ainda era pesada, o corpo da mesa é em madeira maciça) e meti-a na carrinha.
Quando cheguei a casa coloquei-a logo em frente ao desumidificador, para a secar bem. Ainda vai ficar ali um bom bocado, depois vejo o que faço para substituição do tampo (mas já tenho aqui umas ideias) e peço ao maridinho para me ajudar a reparar a moldura do tampo que cedeu com a humidade.

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Lasanha de Atum com Espinafres

Fiz hoje pela primeira vez e ficou uma delícia. Procuro sempre adicionar legumes às refeições porque nos faz muita falta, e são um delicioso complemento. Agora, os miúdos já comem salada normalmente e não refilam das sopas nem dos brócolos ou espinafres, comem tudo!
A Diana disse em voz alta:  

Isto não está bom. Está uma maravilha, mãe.

Não é preciso muito mais para deixar uma mãe a babar-se sozinha (e com a lagrimita ao canto do olho).

A receita está aqui. É muito fácil e vem com um vídeo exemplificativo. Acabei por fazer mais lasanha do que contava, e devia ter feito mais molho béchamel, mas ficou deliciosa e todos repetimos a dose... e acompanhámos com salada com kiwi, nozes e tomate, temperada com vinagre balsâmico.

domingo, 16 de janeiro de 2011

Ganhar dinheiro com coisas do nosso Sótão

Acredito que tenho coisas a mais cá em casa. Abro um roupeiro e está cheio. Abro outro, cheio está. Tenho coisas em que não ponho a vista em cima durante anos (!), do tipo: Ih, já nem me lembrava que tinha isto... Não sabia que estava ali, não me fez falta, deveria desfazer-me dela, certo? Errado! Sou muito apegada ás coisas (desde pequenina), e acho que tenho um medo secreto de um dia ficar sem nada, como já me aconteceu.
Quase que tenho de passar por um período de luto quando me separo de coisas que são para o lixo ou para a Santa Casa.
Eu sei que devemos ter somente aquilo que necessitamos, e até que isso ajuda a dar lugar a coisas novas, boas energias e bom Feng Shui, mas...  eu sou assim, e tento contrariar esse hábito de acumular coisas. É um esforço contínuo.

Tinha no sótão, umas botas Jimmy Dolye da minha juventude, guardadas na caixa de origem. Usei-as todos os dias, durante uns dois anos, e estavam extraordinariamente bem estimadas. Vi ali uma oportunidade de me desfazer de uma coisa que eu sei que nunca mais vou usar, e ao mesmo tempo ganhar uma quantia simbólica por elas.


Coloquei um anúncio no Ebay para as vender. Sabia que não queria desfazer-me delas por menos de vinte euros, por isso foi essa a base de licitação. Também estaria confortável em deixá-las ir por esse valor caso não houvesse mais do que uma licitação. Assim foi. Uma menina britânica licitou e ganhou as minhas botas por vinte euros.
Embalei-as com muito cuidado, e despedi-me delas enquanto as levava á estação de correios.

Acabei por vender não as botas, mas o espaço que elas ocupavam cá em casa, entendem? Não me lembrava que as tinha, nem me faziam falta. Eram o equivalente a uma pedra com as mesmas dimensões. E ainda ganhei vinte euros com aquela pedra.
Vou procurar mais pesos do género cá por casa...

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Kefir - Benefícios e forma de usar

Descobri o Kéfir o ano passado através de uma reportagem da Sic.
Desconhecia por completo, nunca tinha sequer ouvido falar, então fui pesquisar um bocadinho, e apercebendo-me dos seus benefícios decidi que queria experimentar.






O Kéfir é uma colónia de microorganismos que consomem lactose (podem usar-se vários tipos de leite).
É originário do Cáucaso e supõe-se que seja usado há mais de 4000 anos, sendo passado de geração em geração. 
É formado por mais de quarenta tipos diferentes de lactobacilos e leveduras (incluindo Lactobacillus casei e Bifidobaterium), muitas mais do que aqueles probióticos vendidos em garrafinhas no supermercado. Todos os benefícios prometidos por essas grandes marcas são suplantados pelos do Kéfir, que é muito mais completo e puro (e gratuito!).
Está confirmado por vários estudos científicos por todo o mundo que traz ao organismo humano diversos benefícios.


Os grãos de Kéfir multiplicam-se conforme vão sendo cultivados, quanto maior for a temperatura, mais fermentarão e mais aumentarão de tamanho (por isso são passados de mão em mão de forma gratuita e solidária). Abaixo dos 10ºC, o Kéfir entra em estado de hibernação, por isso, posso guardá-lo no frigorífico (imerso em leite) durante uma temporada se não me apetecer consumir, e assim não morre.


É preciso ter alguns cuidados:


* Não usar coadores nem outros utensílios em metal.
* Guardar em frasco hermético, ao abrigo da luz, e sempre alimentado com leite.
* Coar cada 24 horas, caso contrário, a fermentação é mais prolongada e o sabor fica mais forte.
* Evitar enxaguar com água da torneira (devido aos desinfectantes) e fazê-lo somente uma vez por semana, para lavá-lo delicadamente.
* Ter as mãos e os recipientes limpos ao lidar com o Kéfir.
* Não espremer ou apertar os grãos de Kéfir, trate-o com carinho!


É um microorganismo produtor de uma bebida altamente benéfica que muito oferece e pouco pede em troca.


Cá em casa preparo do seguinte modo: tenho um frasco hermético onde o guardo imerso  na porção de leite que desejo beber no dia seguinte. Passadas 24 horas, coa-se a bebida, reserva-se no frigorífico e colocam-se novamente os grãos de Kéfir no frasco hermético com mais leite. A bebida já coada deve guardar-se impreterivelmente no frigorífico e deve consumir-se em dois dias aproximadamente.  


Tem um sabor semelhante ao do iogurte natural e eu costumo misturar flocos de mel (Nestum) e uma pitada de açúcar, fica bastante saboroso. Pode beber-se puro ou pode  juntar-se  frutas e outros cereais que normalmente se adicionariam a iogurte.

Preparar o recipiente e o coador


Coar os grãos de Kéfir


Lavar o frasco hermético (de preferência em vidro), voltar a colocar os grãos de Kéfir, e adicionar a quantidade desejada de leite (tendo o cuidado de deixar 1/4 do recipiente livre para que a fermentação ocorra sem problemas)

Notei efeitos principalmente a nível do equilíbrio da flora intestinal,  e acredito que ajuda a nível de defesas contra constipações e gripes. Também lhe são atribuídos benefícios a nível de controlo do colesterol e diminuição do risco de contrair cancro.

O meu veio de Coimbra. Procurei anúncios online (já que não conhecia ninguém que tivesse Kéfir) e encontrei por sorte, uma pessoa que ainda tinha duas doses que podia doar. Recebi num envelope dos correios, fechado num saquinho (os grãos aguentam algum tempo sem alimento). Era uma dose tão pequenina, mas rapidamente ganhou volume, ao longo de umas duas semanas.
Encontram-se pela Web muitas descrições sobre esta matéria e inclusive imensos vídeos no Youtube, com a forma de preparação e até receitas (pudins, queijo, cheesecake...), mas que eu nunca experimentei.


Alguma dúvida que tenham, podem deixar nos comentários ;)


terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Top Posts de 2010

Os 10 posts mais vistos neste blog em 2010 

Quadro do Alfabeto.

Mas secalhar vou passar a chamá-lo de Quadro do Wall-e. Recebeu tantas clicadelas muito provavelmente devidas ao facto de aparecer o brinquedo mais querido pelo nosso filho. E foi quando eu já estava a fotografar que ele se lembrou de colocar o Wall-e naquela posição como se estivesse a segurar o quadro, por isso o mérito é todo dele.
Em destaque, as letrinhas com o nome do nosso filho. (Entretanto melhorei esta ideia acrescentado um passe partout azul)



A Mesa achada no lixo.

Quem diria que este patinho feio encontrado tombado ao lado do contentor se iria tornar uma mesa tão bonita. Aplicámos-lhe carinho e dedicação, e agora recebe elogios de toda a gente que entra na nossa casa.

Antes

Depois


Quadro para Bijutaria.

Era uma moldura de uma menina que estava presa no sotão sem ver a luz do dia. Então peguei nela, alterei-a e dei-lhe uma utilidade. Não adequado a pessoas sensíveis.



Almofada em Feltro.

Simples e rápida de fazer, oferece vivacidade a qualquer recanto onde a coloque.



Quartinho da Diana.

 Mostrámos ao mundo o quarto da nossa filha mais velha.



Cómoda forrada com Tecido.

Este projecto excedeu as minhas expectativas. Ofereceu um toque romântico e delicado ao quarto da Diana e ditou o rumo da decoração que eu desejo para o quarto dela. Quem me dera ter tido uma cómoda assim quando era pequena...



7º De Chinoca a Shabby Chic.

Como é que uma moldura de gosto duvidoso se pode transformar com uma simples camada de tinta.



Arranjinho floral barato e simples.

Para acabar com o estigma das flores artificiais criando um objecto decorativo simpático.



Quadro de Borboletas.

Um dos meus objectos preferidos cá em casa. Aparece em 9º lugar mas teve mais visitas comparativamente com muitos posts descritos acima, por ter sido postado há poucas semanas. Adorei fazê-lo e adorei ainda mais o resultado final.



10º Moldura Oval.

Outro dos meus objectos preferidos, e cujo destino era o contentor. Resgatei-a, e com um bocadinho de carinho criei um objecto que trouxe delicadeza e inocência á decoração (quarto da Diana).


© Hello You . All rights reserved.
Blogger templates by pipdig