sábado, 30 de abril de 2011

Quiche de Atum com Tomate e Brócolos

Na verdade, e apesar do nome pomposo, esta quiche foi inteiramente elaborada com sobras que havia no frigorífico.

Usei:
Uma embalagem de massa quebrada
Brócolos (cozidos)
Tomate cortado em rodelas
Atum (uma lata)
Paio cortado em cubinhos (mas pode ser fiambre, bacon, chouriço...)
3 ovos
1 pacote de natas
Sal, pimenta preta e salsa
Queijo á escolha


Bati os 3 ovos com as natas, e adicionei uma pitada de sal e pimenta preta moída na altura, mais um bocadinho de salsa picada.
Na tarteira previamente forrada com a massa, espalhei o atum, os brócolos e o paio. Por cima, coloquei as rodelas de tomate. Deitei os ovos batidos, e cobri com queijo.

Ficou deliciosa, e ainda poupei usando algumas sobras do frigorífico. São as vantagens destas tartes: utilizam-se os ingredientes que se têm á mão, e ficam sempre saborosas. Utilizo sempre 3 ovos e um pacote de natas, e depois o resto é o que apetecer (ou houver) na altura!


quarta-feira, 27 de abril de 2011

Selo Criatividade

A Lúcia passou-me o Selo 100% Criatividade. O desafio é mostrar a renovação que me deixou mais satisfeita.

Até ao momento, a renovação que nos ofereceu mais potencialidades  foi a criação da zona de refeições na cozinha, e consequente ampliação para o quintal, o que envolveu algumas obras:

Retirámos todo o revestimento antigo. A cozinha original terminava onde estão situados os azulejos brancos no lado direito ao fundo. Avançamos somente alguns metros quadrados, mas foi o suficiente para o pretendido.



Como não tinha quatro cadeiras iguais, e também não podia gastar mais dinheiro, tive a ideia de usar quatro cadeiras diferentes! Forrei-as todas com o mesmo tecido (impermeabilizado), para haver um elemento comum entre as mesmas.



Escolhemos um revestimento diferente para a zona de refeições: soalho flutuante hidrófugo, por causa das coisas...
A mesa já a tínhamos. Comprámos o estore de madeira e o candeeiro no Ikea, e a prateleira fuchsia na Leroy Merlin.
As cadeiras são antigas, e os pratinhos na parede também. Podemos conciliar o novo e o velho, obtendo uma decoração dinâmica e especial.





Ofereço este selo a 5 blogguers:

Aquadoiro
As Minhas 1001 Ideias
As Minhas Sabrinas
Cala-te e Poupa!
Casinha da Formiga

terça-feira, 26 de abril de 2011

House of Fifty

Mais uma revista online, House of Fifty.


Esta edição tem fotografias fantásticas e ideias muito originais. Gostei especialmente do quadro de recados com detalhes muito pouco óbvios, das dicas de planeamento doméstico, e do quarto de bebé com peças inesperadas e que não estamos acostumados a ver em quartinhos de gente pequena. Também seguem dicas para criar o espaço ideal para um bebé: os básicos, as cores, segurança, brincadeira, decoração e o toque inesperado, para criar aquela divisão única. 

Tem também uma rubrica com fotografias dos blogs de decoração favoritos da semana. Muito inspirador!
E tem moda, e tem receitas...






Pode subscrever esta revista online aqui.

sexta-feira, 22 de abril de 2011

Extreme Makeover: A nossa Entrada Parte I

Já tinha feito um post sobre a entrada mais feia de Portugal: a nossa.

Desde 2009 que eu tive a ideia de forrar as paredes com papel (até o comprei nessa altura e tudo!), e só agora é que se concretizou esse projecto.
Ao mesmo tempo vi-me livre de uma  peça grande e medonha (mas que o meu marido gosta e dá valor). Quer tenha valor ou não, não valorizava nada a nossa entrada, e acabava por ajudar a compor  um ambiente ainda mais soturno.


Que lindos mármores! Costumava dizer ao meu marido que estas paredes me faziam sentir como se estivesse num matadouro do início do século.

Na verdade, este projecto ajudou-nos a livrar de 3 peças de algum porte, e que nós não gostávamos ou não nos faziam falta: o móvel/cabide preto, uma sapateira em pinho que o meu marido queria deitar para o lixo, e um colchão fino que era da caminha do meu filho.
Agora perguntam vocês: Carla, como é que conseguiste renovar a tua entrada e ao mesmo tempo desfazer-te dessas peças? Boa pergunta. Transformei-as!

A sapateira em pinho.

A sapateira foi toda desmontada. Aproveitou-se parte da sua matéria prima para obter um design diferente.


A cómoda vai ficar na sua forma e cor original. Pensei inicialmente em pintá-la de branco, mas como foi tratada com cera, seria muito difícil a sua total remoção, de modo a que a tinta aderisse sem problemas. Descartámos essa hipótese, e mantivemo-la igual.


Fiz um patchwork com uns tecidos, e consegui sozinha, sem experiência com máquina de costura nem ideia de como fazer um patchwork em condições. Claro que não ficou perfeito, mas eu fiquei muito orgulhosa deste meu segundo trabalho costurado á máquina. Comecei a meio de uma tarde e terminei á 1h da manhã, e estava a correr-me tão bem, que só me apetecia continuar e fazer uma colcha para a minha filha. Pena que não tivesse mais tecido...





Sem esquecer das peças que comprei há dias: úteis, mas que também vão ajudar a embelezar o espaço:



Quer espreitar o resultado? Não perca as cenas do próximo capítulo!

quinta-feira, 21 de abril de 2011

Reutilizar Copos para Decoração


Normalmente, guardo os copos que retiro de circulação (quando começam a ficam baços e com manchas por causa da máquina de lavar loiça). Vão para a garagem e revelam-se muito úteis quando preciso de pequenos recipientes para diluir colas, guardar os parafusos ou pequenas peças de um móvel que estejamos a desmontar, etc.

Desta vez, lembrei-me de lhes dar outra utilidade.
Com as aparas de tecido que me sobraram de outros trabalhos, e com cola branca diluída, decorei um copo de vidro. Ganhou diversas utilidades, e é decorativo ao mesmo tempo.

Colei tiras de tecido em torno do copo. Tive que dar alguns golpes longitudinais, para a tira poder acompanhar a curvatura do copo (seria muito mais fácil se o copo fosse direito). Depois, apliquei fita de cetim nas junções, com cola para tecidos. Ainda acrescentei mais umas florzinhas.



Pode ser usado como lanterna para velas do tipo tealight.



Como vaso ou jarra para flores. (Pode colocar-se água á vontade.)



Ou até para guardar os lápis ou material de escritório


Decoração versátil, económica e criativa.
Também se pode utilizar frascos altos, que depois de forrados dão um suporte para os utensílios de cozinha, por exemplo. E são ainda mais fáceis de forrar, por serem direitos.

Boas inspirações. E boa Páscoa!

quarta-feira, 20 de abril de 2011

Emoldurar Tecidos

Ando mesmo inspirada por estes tecidos Tilda.

Com os retalhos do trabalho que estou a fazer, vão-me surgindo ainda mais ideias. Decidi aproveitá-los para mudar o visual das molduras que temos na cozinha, no espaço de refeições.

Antes

Depois


Os tecidos podem ser mesmo viciantes!

terça-feira, 19 de abril de 2011

Está a compôr-se...



A entrada mais feia de Portugal, está prestes a conhecer um novo visual.

segunda-feira, 18 de abril de 2011

Rapunzel

Minha filha: Oh mãe, adoro o teu cabelo. Pareces a Rapunzel do filme! (Entrelaçados)




Eu: A mãe tem é que cortar o cabelo...
Ela: Nãaaaao...! Eu gosto tanto de escovar o teu cabelo!

sábado, 16 de abril de 2011

Comprinhas na Zara Home

Ando muito entretida com uma nova remodelação cá em casa. Um local onde eu nunca tinha alterado nada.

Além do que estou a costurar na máquina de costura, estas peças que comprei na Zara Home, também vão ajudar a dar um up nessa divisão (espero eu!).



sexta-feira, 15 de abril de 2011

Tecidos Encantadores



Desde que comecei a fazer trabalhos com estes tecidos, recebo sempre comentários e emails a perguntar onde os encontro.


Estes maravilhosos tecidos são da marca Tilda. No website, encontram-se padrões de deixar qualquer um a suspirar...
Também poderá encontrá-los nesta loja online: Atelier das Cores. Além destes tecidos, poderá encomendar todo o tipo de materiais para artes decorativas.

E agora, vou até ali costurar mais um bocadinho do meu próximo projecto... Até já!

quinta-feira, 14 de abril de 2011

Esparguete com Atum

Já conheço e confecciono esta receita há muitos anos. Descobri-a no velhinho livro de receitas de massas e arroz da Vaqueiro, que era da minha mãe.
É das mais simples e rápidas (apenas a duração da cozedura do esparguete). O toque especial, é oferecido pelas alcaparras e os oregãos.
Com a experiência, comecei a substituir o limão por vinagre balsâmico. Este último é mais adocicado e eu penso que combina melhor com o sabor das alcaparras (que já oferecem acidez).





Cá em casa, todos adoramos, embora possa parecer uma receita um bocadinho estranha á primeira vista. Sabores agradavelmente mediterrânicos.
© Hello You . All rights reserved.
Blogger templates by pipdig