quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Coroa de Natal com Moldura

No ano passado coloquei por cima da lareira esta coroa comprada na loja Gato Preto. 


Este ano pensei em fazer uma coisa um pouquinho diferente com a coroa sem gastar dinheiro. Aliás, este ano decidi que não iria adquirir decorações natalícias.

Tinha cá em casa um quadro muito desactualizado e resolvi transformá-lo. A minha ideia inicial era apenas pintar a moldura e usar um poster ou uns desenhos do meu filho para a colocar no quarto dele. Como depois mudei de ideias e fiz estas molduras para o seu quarto, o quadro ficou para ali encostado de novo...



Até que tive uma inspiração genial a partir de uma imagem que vi na web: uma coroa emoldurada.
Pesquisei mais um bocadinho, e descobri centenas de imagens de outras coroas (de porta ou de parede) com uma moldura em volta (e eu a pensar que era uma ideia fora de série... quando pensamos que é de génio, já centenas de outras pessoas o fizeram antes).

Concepção: 2 minutos.
Material: Fita de cetim, moldura grande e coroa.





Por agora é tudo no que respeita a decorações natalícias. Amanhã vou aproveitar que os miúdos ficam em casa para montarmos a árvore, decorarmos um pouquinho a casa, e meter mãos á obra numa coroa que quero fazer há tanto tempo para a porta. Será um bocadinho diferente do convencional, e funcionará como decoração para o ano todo.
Espero participar com esse projecto no desafio lançado pelo Goldie. Espreite e participe também! (É até dia 4 de Dezembro.)


segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Asneiras na boca dos nossos Filhos

Quando chegávamos a casa, ao estacionar o carro, ouço o meu filho perguntar do banco de trás:

Oh, mãe, o que é que quer dizer car@$%#?


Meia atónita, perguntei O quê? E o meu filho disse a palavra de novo... (estúpida).

Não entrei em pânico, e perguntei-lhe onde é que ele tinha ouvido aquela palavra. Respondeu-me que vários meninos a dizem no recreio. A minha filha estava ao lado e confirmou.

Com calma, expliquei-lhe o que significava aquela palavra (prefiro que eles saibam), e disse-lhe que era uma palavra extremamente grosseira - a senhora das asneiras. 

Pedi-lhes que nunca a proferissem (à semelhança da mãe e do pai), e que era uma expressão muito feia que as pessoas bem educadas nunca devem usar.

Fui apanhada desprevenida e confesso que me custou ouvir aquela palavra asquerosa saída da vozinha suave e inocente do meu filho (e até me vieram as lágrimas aos olhos quando recordei o momento mais tarde).

Será que devo chamar a atenção da professora sobre este facto, para que os pais desses miúdos fiquem a saber? Custa-me a crer que auxiliares e professoras não saibam ou não ouçam estas barbaridades - estamos a falar de miúdos de 6/7 anos. Já os pais, não devem ter conhecimento.
Eu como mãe, agradecia que me dessem a conhecer tais atitudes dos meus filhos.


quarta-feira, 23 de novembro de 2011

'Tá mal!

Para entreter o meu filho por um bocado, apresentei-lhe o Paint.
Não é um programa que eu domine (nem pouco mais ou menos), mas consegui ensinar-lhe umas noções básicas como: fazer linhas, circunferências, escolher a espessura do traço e preencher com cores.

Deixei-o a explorar e a fazer rabiscos.
Quando fui ver os rabiscos, vi estes trabalhos super engraçados, criativos e cheios de pormenores.

Senti um misto de orgulho e estupefacção.







Este miúdo aleija-me a inteligência, pá.


segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Somos os Heróis dos nossos Filhos

Os nossos filhos acham (quase) sempre que somos os melhores, os mais inteligentes, os mais bonitos, em suma, os seus heróis.

Ao ver este anúncio na televisão, a minha filha comenta: Este senhor deve ser rico. Tem uma cozinha toda chique! - Que isto de coisas chiques percebe ela.


Ora eu, aproveitei e contei-lhe:

Sabes que aquele senhor é um actor... E sabes que a mãe já esteve com aquele senhor, e até entrou numa novela com ele?

Os olhos esbugalharam-se e o queixo caíu: Mas...mas....

Comecei a rir-me com a expressão dela, e continuei. Sim, é verdade, a mãe já contracenou com aquele senhor (e expliquei-lhe o que era contracenar). E mais uma coisa: a mãe estava grávida de ti!

Ui, foi o entusiasmo total. A mãe a aparecer na televisão, numa novela, e com um senhor tão conhecido na televisão. E ainda por cima, estando eu grávida, a minha filha achou que era motivo suficiente para inchar ela própria de orgulho...

Contei-lhe como foi a breve cena, como foram os 5 ou 6 takes, e até uma coisa que o Pepê Rapazote me disse na altura: Bem, esse olhar... Mas não é o que já estão a pensar, hehe. Eu tinha de fazer um esgar de desprezo/repulsa, e ao fim de vários takes lá devo ter acertado.

Os olhinhos da minha filha brilhavam.

Só não lhe contei quão sensual era aquele senhor da televisão... mas as leitoras podem avaliar pelo breve anúncio :)

Ah, a novela era esta, em 2003.




quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Making Off - Carlita Creations

Em relação ao meu novo projecto - Carlita Creations - gostaria de partilhar com os leitores alguns momentos behind the scenes.


Os tapetes que faço são fruto de muito carinho e dedicação. Demoro dias a concretizar cada um, e apaixono-me por cada um deles.
Autodidacta, passei de autêntica naba, a verdadeira entusiasta...


Sentada na poltrona, ou ás vezes no chão, vejo-os crescer no meu colo. Por companhia, tenho muitas vezes os meus filhos, e juntos, fazemos grandes serões na sala. A minha filha aproveita a minha imobilidade para me fazer tranças :)

Tapete com riscas azuis (em desenvolvimento) Não disponível




Fazer o que gosto. Juntos. Em pijama. 

Existe algo melhor do que isto?



terça-feira, 15 de novembro de 2011

Remendar Rasgões em Jeans

Bom, não será bem remendar, no sentido de cobrir ou tapar os rasgões...

Acho piada (e moderno), ver um rasgo nos jeans dos miúdos. Mas não acho piada quando o rasgo se abre por ali afora ou que deixe entrar frio agora no Inverno.

Em vez de cobrir com um remendo (não gosto nada de ver, e os miúdos mais crescidos como o meu filho, também não querem remendos esquisitos ou com bonecos), optei por assumir o defeito, colocando um remendo do lado de dentro.

Usei uns jeans velhos, tesoura e cola para tecidos. Cortei 4 quadrados (para 2 jeans) e apliquei cola em toda a superfície do tecido que ia servir de remendo. (A cola foi concebida para resistir ás lavagens e ao ferro de engomar.)
Apliquei um remendo também na perneira que não tinha problemas, para reforçar o tecido e prevenir futuros danos.





Estiquei bem o rasgão na sua forma original e colei o remendo, certificando-me que toda a superfície estava bem unida. Coloquei um pedaço de papel por dentro (para evitar que trespassasse à parte de trás), e um livro a servir de peso em cada uma das perneiras. Aguardei 24 horas.



Resultado: um rasgão disfarçado, mas reforçado, que não vai alargar mais nem vai deixar o miúdo embaraçado com uns remendos com bonequinhos nos joelhos...



Dica: Outra ideia engraçada (que resultará melhor em áreas mais danificadas), é aplicar tecidos contrastantes em vez de denim.

Nota editada: A bisnaga de cola retratada não resiste às lavagens. Posteriormente refiz o trabalho com a cola vendida na Leroy Merlin (secção de tecidos), que é impecável para estes trabalhos pois resiste a lavagens a 40º. Pode ver essa cola no projecto da saia para a árvore de Natal.


quarta-feira, 9 de novembro de 2011

A minha Loja Etsy

Vou hoje abrir ao público do blog, a minha loja Etsy.

Tantos emails que recebi a perguntar o que eram afinal as minhas criações... Curiosamente, a quem me perguntou, eu respondi e indiquei o link. Porque não abrir o jogo de uma vez e aproveitar a época natalícia para vos propor um presente diferente ou um miminho para animar aquele cantinho?

É nisto que me tenho empenhado ultimamente, e é por isso que muitas vezes não consigo acompanhar ou comentar os vossos blogues (sorry!) É um projecto que não só me dá muito prazer e sacia a minha parte criativa, como também é um rendimento extra para o nosso lar.

O nome da loja é um tanto cómico ( o meu marido diz que parece mexicano). Eu gosto que seja engraçado e descontraído.

Está aberta a minha loja!





Não disponível, mas terei em breve na loja (bege rosado).



Não disponível

Não disponíveis

As cores que eu uso nos meus tapetes em crochet são limitadas, adquiro-as em quantidades certas para cada peça.
Aceito encomendas de outras cores à sua escolha.
Aceito pagamentos por transferência bancária para cliente nacionais que não tenham Paypal.
Possibilidade de entrega em mão na zona de Sintra.

Qualquer dúvida: arteemanhapt@gmail.com

Obrigada!




sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Dicas de Bricolage - Dicas para o Rolo ou Pincel da Tinta

Quando anda a pintar alguma divisão ou uma peça de mobiliário, tem de lavar o rolo ou pincel entre demãos para que a tinta não seque, certo? E quando a peça (ou a parede) tem que levar várias demãos, muitas vezes ao longo de dias, a história repete-se.
É um desperdício de tempo e de água... quantos litros de água estamos a gastar e a poluir até que o rolo/pincel fique limpo.

Eu faço de maneira diferente. Esta dica que vou mostrar é amiga do ambiente e permite-nos poupar tempo, além de aligeirar o trabalho de pintura no todo.
Eu guardo o rolo (ou o pincel) sujo de tinta, embrulhado num saco de plástico até á próxima demão.
Desta forma, a tinta não seca entre demãos, mesmo que só retomemos o trabalho daí a 48 horas. É só retirá-lo do saco e meter de novo mãos á obra.


E só terá de lavar o utensílio no máximo, uma vez - no final do trabalho.


© Hello You . All rights reserved.
Blogger templates by pipdig