quarta-feira, 4 de abril de 2012

Entreter e Responsabilizar os Miúdos com Tarefas

Á medida que os meus filhos crescem, vou introduzindo gradualmente novas tarefas na rotina deles.

Penso que esse é um ponto importantíssimo, não só para os responsabilizar e treinar para a vida adulta, como para encontrarem um papel na vida quotidiana do nosso lar.

Eu não fui educada assim. A minha mãe não me preparou minimamente para a vida. Fazia tudo por mim, e regra geral, não me deixava participar em nenhuma tarefa doméstica. Quando partiu - tinha eu 12 anos - eu não sabia fazer nada. Nada. A minha confiança e auto-estima também eram muito baixas.

Por isso, e por achar que devo prepará-los para a vida adulta, proponho-lhes tarefas para ajudarem e ocuparem algum do seu tempo sem ser a jogar Playstation ou a embirrarem um com o outro (têm idades muito próximas). O tempo deles não pode ser todo tempo livre.

Um programa chamado World's Worst Mom (passa no TLC, e a autora tem um blog), fez-me ver que os meus filhos não participavam muito em casa (e a culpa era minha, que não o permitia). Foi esse programa e um outro: Masterchef Junior.


Neste momento, têm 7 e 8 anos e participam nas seguintes tarefas:

* arrumar e organizar os seus quartos (organizar significa manter os objectos nos seu lugares próprios)
*arrumar qualquer divisão de modo a deixá-la como a encontraram
*fazer a própria cama
*arrumar as próprias roupas
*preparar o próprio lanche e/ou pequeno almoço, utilizando o microondas
*preparar o lanche que vão levar para a escola no dia seguinte
*pôr a mesa e ajudar a levantar no fim da refeição (e cada um coloca o seu prato e talheres na máquina)
*ajudar a arrumar a loiça da máquina
*preparar a roupa para o dia seguinte, tendo em atenção se têm actividades desportivas ou não
*saber varrer e apanhar o lixo das escadas (ás vezes parecem o faroeste, com aquelas bolas de cotão)
*varrer o terraço e o quintal
*regar as plantas do terraço com mangueira

Algumas destas tarefas são diárias, outras não.
Coisas como regar as plantas, são tarefas que eles fazem quando eu peço. A ideia é fazê-los sentirem-se úteis, e não obrigados. 

Outro tipo de tarefas que eu estou a introduzir tem a ver com a preparação das refeições.
A minha filha sempre me pediu para ajudar, e eu era muito reticente nesse ponto. Agora já a deixo fazer coisas simples e utilizar uma faca sob a minha supervisão. Já consegue fazer sozinha uma salada de tomate com oregãos, e preparar uns morangos para a sobremesa.

:: Entretê-los nas férias ::

A altura das férias foi o momento ideal para inventar uma tarefa útil, que os entreteu por um bocado, e que gerou momentos engraçados e bem dispostos: lavar o carro.

Como moramos numa zona sossegada, podemos fazer isso á porta sem problemas nenhuns.
Num dia de calor, vestimos uma roupa prática, pegamos cada um na sua esponja e metemos mãos á obra.



Até eu me diverti! Eles foram uma ajuda preciosa e fizeram-no com verdadeiro entusiasmo. Despachámo-nos num instantinho e não foi chatice nenhuma.
Ao verem-nos aos 3 a cantar e a lavar o carro, as pessoas que passavam sorriam com a cena.




Até inventaram uma canção e tudo... E sim, o meu filho disse cagada. Não se pode ter tudo.


25 comentários

  1. Que óptima ideia, eu também já vi esse programa no TLC e acho que hoje em dia é cada vez mais comum não deixarem os filhos fazer grande coisa. Lembro-me de quando era pequena ia à padaria, fazia a minha cama, levantava o meu prato, e só me fez bem. Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tens razão, só nos faz bem. Além de construirmos indivíduos confiantes e responsáveis, o saber nunca ocupa lugar ;) O meu marido aprendeu a costurar á máquina em pequeno, e ensinou-me a mim :)

      Eliminar
  2. Ao longo dos anos tem sido uma batalha, na qual não podemos baixar a guarda. No meu caso, já são adultos, algumas coisas ainda fazem ( fazer a cama, o lanche...) mas há outras que já desistiram, muito por minha culpa.
    Bjkas

    ResponderEliminar
  3. Que giro! Concordo com tudo o que disseste. Também me inspiraste.
    O Diogo tem sete anos e pouco faz, está sempre cansado ou tem fome, quando lhe peço ajuda. Só para teres uma ideia, no sábado foi às compras com o pai e chegou a casa de mãos vazias (moro no 2º andar e não tenho elevador) perguntei-lhe porque não ajudou o pai e mandei-o descer para trazer alguma coisa. Chegou a casa com uma pequena caixa de fermento e o pai com um grande saco e embalagens de leite. A Sara, com dois anos é muito trabalhadora, quer sempre ajudar em tudo, se eu deixar.
    Com o que acabei de ler, vou começar a levar mais a sério a participação deles, principalmente do Diogo, pois não faz mal nenhum, pelo contrário.
    Adorei o video, nota-se bem o empenho, era algo (mexer em água) que os meus iam adorar.

    Beijinhos e obrigada pela partilha :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os rapazes são naturalmente menos participativos do que as meninas :)

      Quando chego a casa das compras, digo-lhes que têm de ajudar a mãe a levar as coisas para casa. Eles sabem que quanto mais coisas levarem, mais depressa estarão despachados e o meu filho de sete anos agarra na palete de leite e leva-a "Eu posso, mãe".

      Também no supermercado, quando são compras rápidas em que sei que não irei percorrer os corredores todos, peço a um e a outro para irem buscar determinado produto e explico bem o que é. Digo-te uma coisa Ana, eles até ficam inchados de poderem andar ali a fazer coisas de adultos :) E no fim querem ser eles a pagar com o MB, acham aquilo muito giro.

      Devias experimentar, e ainda passas despachar as compras num instantinho ;)

      Beijinhos

      Eliminar
  4. Olha a exploração infantil :P
    Estou a brincar :P
    Pena a minha filha ainda só ter 22 meses :P que bem precisava do carro lavado ;)

    Eu, tal como tu, sempre tive a minha mãe em casa (se bem que não tiveste tanta sorte, 12 aninhos é-se muito novinha para ficar sem mãe. A minha própria mãe ficou sem a dela, aos 11, mas fez-se uma mulher de armas) a fazer-nos tudo e quando casei, mal sabia fazer as coisas da casa.
    Fui-me desenrascando depois, já na minha casa.
    Mas sim, a culpa dos miúdos não saberem fazer nada, é mesmo dos pais que os mantêm longe da realidade da vida.
    A minha com 22 meses, já me ajuda a tirar a roupa da máquina, dá-me as molas para a estender, arruma os brinquedos, ajuda a pôr a mesa...bem...isto tudo, quando está de maré, pois claro!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É óptimo a tua filha querer fazer essas coisas!
      Crianças habituadas a participar e a ter responsabilidades são mais confiantes e estão melhor preparadas para as adversidades.

      Eliminar
  5. Concordo contigo a 100%. Também desde muito pequenino que tentei incutir-lhe o mesmo. Sempre foi ele que arrumou os brinquedos, ajuda a pôr a mesa, a limpar o pó. Acho importante que desde tenra idade aprendam essas coisas por eles principalmente, mas também por nós, que não temos de fazer tudo.
    Beijinhos e os teus fihotes são uns castiços ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, eles não são uns hóspedes, nem nós devemos fazer tudo por eles, especialmente se queremos que eles aprendam.

      Eliminar
  6. Que giros, estavam todos divertidos!

    A minha filha também já faz algumas coisas, como por as molas na roupa, põe a mesa, gosta muito de varrer (mas espalha mais que varre) e gosta de me ajudar a fazer bolos...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A minha também adora ajudar-me a estender e apanhar a roupa :)

      Eliminar
  7. Maria Joãoabril 04, 2012

    Olá Carla
    Fazer com que os filhos participem nas tarefas é óptimo. Eu tb sempre quis ajudar e raramente me deixavam fazer alguma coisa. A minha filha ainda nem fez os 5 anos mas como me pede para me ajudar a fazer o jantar, eu aproveito a onda de vontade e deixo sempre. E qd fazemos bolos é ela que deita os ingredientes na taça, que segura na batedeira e que rapa a taça para deitar na forma... O arrumar os brinquedos tb lhe digo sempre para o fazer. Faz parte da educação e só lhes faz bem serem autónomos.

    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É bom aproveitar a onda de vontade, como disseste, e também mostrar-lhes que a sua participação é mesmo importante para o equilíbrio familiar e para si próprios.

      Beijinhos

      Eliminar
  8. Eu também gosto de entreter meus filhos nas tarefas da casa, acho que é bom para eles, vai tornando os mais responsáveis e realmente há tarefas que chegam a ser divertidas.

    Mais a minha filha que ele só tem 4 anos mas já lhe vou dando indicações onde arrumar o casaco quando chega a casa, arrumar os brinquedos na caixinha quando os tira todos cá para fora, eh eh!

    Beijos, um dia feliz e desejo-vos mais tarefas divertidas.

    :)

    ResponderEliminar
  9. Bom dia Carla
    Tambem vejo o "world worst mum " faz nos pensar até que ponto será benefico proteger assim tanto os nossos filhos.
    Concordo que devemos educa-los para serem adultos responsaveis ,com capacidades de poder dar a volta quando as adversidades aparecerem ao longo da vida.
    Tenho uma filha de c quase 6 anos e tambem luto para educa-la, para a responsabilidade e gratidao,respeito pelos os outros e por uma boa auto estima
    Esperemos que o futuro dê bons frutos.
    Boas Ferias
    xoxo
    Lulu

    ResponderEliminar
  10. Lavar o carro é algo que o meu adora fazer :)
    Como é pequeno gosta de experimentar fazer tudo o que fazemos... vou aproveitar e não lhe quebrar o ritmo do gostar de fazer e experimentar... :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Exacto! Se forem habituados a fazer tudo desde pequenos, estarão mais preparados e habituados a participar quando forem adolescentes :)

      Eliminar
  11. Olá Carla,

    O João faz isso tudo, menos o lanche visto que come no colégio. Além disso, deita o lixo fora todos os dias:)

    Respeito o seu espaço por isso não interfiro na sua desorganização natural de um adolescente. Apenas, digo que ficaria melhor assim ou não. Vamos ver se cresce a respeitar os outros, porque para mim isso é fundamental. Vou busca-lo no sábado, por isso a casa perdeu o brilho nestes últimos dias:( Boa Páscoa!

    ResponderEliminar
  12. Excelente post e óptimas ideias! Os meus também fazem muitas coisas e o mais pequeno, de 6 anos, quer que eu o ensine a lavar a louça para ser ele a lavar a louça do pequeno-almoço! Eles fazem a cama, aspiram, regam as plantas, dão comida aos gatos, ajudam a pôr e levantar a mesa, dobram e guardam a roupa... o mais difícil mesmo é pô-los a arrumar o quarto e os brinquedos...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Arrumar o quarto e os brinquedos foram as primeiras tarefas que os meus filhos começaram a fazer sozinhos, e fazem-no muito bem e sem queixumes :)

      Quando forem adolescentes e começaram a pastelar, sempre vou poder dizer que até um miúdo de 4 anos faz isso sozinho, e estarei a falar deles mesmos!

      Eliminar
  13. Olá Carla,
    Achei lindo o post!
    Só estás a criar crianças que vão ser responsáveis e independentes, Parabéns!
    Bjs,
    Teresa C.

    ResponderEliminar
  14. Concordo plenamente contigo. Infelizmente o mundo que espera os nossos filhos é duro e cruel e cabe a nós pais prepará-los para tudo de forma a serem minimamente autónomos. O meu Miguelito tem 3 anos e já me ajuda a pôr a mesa, a fazer as camas e arruma sempre os brinquedos quando acaba de brincar!
    Bjocas

    ResponderEliminar
  15. os teus miúdos a lavar o carro, está o máximo! e ainda bem que são tão responsáveis e desenrascados, estás a prepará-los, e bem, para a vida!
    beijinhos

    ResponderEliminar
  16. Muito bem pensado e observado, Carla. Este teu post foi um grande conselho para mim, que vou seguir com o L... Muito grata!

    ResponderEliminar
  17. Apesar de ser uma ideia muito boa, a lavagem de veículos em via pública é proibida... Talvez seja melhor informar-se um pouco mais sobre este assunto.

    ResponderEliminar

© Hello You . All rights reserved.
Blogger templates by pipdig