quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Decoração de Lareira :: Outono

O frio chega devagarinho. Os dias ficam mais curtos . Apetece recolher a casa.

O Outono pode ser considerado como uma estação sombria e triste por alguns, mas eu prefiro olhar e ver tons de terra, cálidos e aconchegantes.

A lareira é um ponto fulcral da nossa sala, e gosto de ter especial atenção na sua decoração. Este ano escolhi peças e objectos de outras divisões para compor a nossa lareira de Outono.









O raminho com pinhas foi apanhado pelos meus filhos. As abóboras decorativas foram compradas no Lidl (vendidas ao peso). A gravura do veado é um desenho a grafite, feito pelo meu marido.


segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Porta-Lápis feito com Peças de Teclado :: Keyboard Pencil Cup



Para a secretária do meu filho, queria fazer-lhe um porta-lápis diferente, original.

Com uma lata vazia de chocolate em pó, mais um teclado de computador inutilizado que o meu marido trouxe da empresa, fiz a minha versão do porta lápis feito com peças de teclado.
A ideia original foi vista aqui.

Desmanchei o teclado todo e lavei as peças (que estavam muito sujas) dentro de uma bolsinha daquelas para a roupa delicada, na máquina de lavar roupa.

Tive que cortar o pé de cada peça, com um alicate.


Medi a lata e fiz um ensaio com as peças, para ficarem em intervalos equilibrados em toda a volta do porta-lápis.

Forrei a lata com um feltro de cor branca, para não se ver o fundo original através de quaisquer intervalos entre as teclas, e para servir de base neutra. O feltro também ajuda a fundir-se com a cola quente, que utilizei em seguida para colar as teclas uma por uma.


Deve-se ir colando as peças com calma, para arrefecerem e ficarem coladas sem deslizamentos.

Fiquei muito satisfeita com este resultado.
Criou um efeito visual interessante, divertido e fora do vulgar para a secretária do meu filho.

Ele também gostou muito. Ainda gostou mais, quando se apercebeu que coloquei as teclas em linha a formar o seu nome.





quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Arroz de Polvo Fingido



Chamo-lhe arroz de polvo fingido porque... de polvo, não tem nada.
Uso tentáculos de pota para substituir o polvo, que custam cerca de 2.99€ (no Lidl). Ficam por um terço do valor, e são um óptimo substituto para esta receita.

Como faço:

Faço um refogado vulgar com cebola azeite e alho, e uma folha de louro. Adiciono uma lata de tomate em pedaços, ou uns 3 tomates muito maduros.
Junto os tentáculos de pota já cortados em pedaços e um pouco de vinho branco. Tempero de sal e pimenta, e costumo adicionar também um caldo de peixe, assim como um bocadinho de malagueta fresca limpa de sementes (uma fatia com cerca de 3cm, que oferece um travo picante mas agradável). Deixo cozinhar por cerca de meia hora em lume médio (vou provando para ver quando está tenro).
Quando os tentáculos estão tenros e macios, junto 400gr de arroz carolino (ou meio litro), mais o dobro dessa medida em água. A meio da cozedura do arroz, junto um punhado de coentros picadinhos.


O resultado é um delicioso e económico arroz malandrinho de polvo para enganar a crise.



quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Um Miminho para a Professora - Caneta com Flor em Origami


Esta é uma ideia que pode fazer com a participação dos miúdos: uma caneta para oferecer á professora no primeiro dia de aulas.
Mas não é uma caneta qualquer! É enfeitada com uma linda flor de origami. 
Inspirei-me nesta bela ideia da Char, do blog Crap I've Made.

Para fazer o lírio em origami, segui estas instruções.

Usei papel colorido que já tinha usado em outros projectos: moldura alfabeto e desenhos das crianças emoldurados, entre outros; e esferográficas vulgares.


Os miúdos conseguem fazer os primeiros passos da dobragem, mas mais para o meio a coisa complica-se e convém ser um crescido a terminar o origami.




Para enfeitar a caneta, cortei a pontinha da base da flor para servir de encaixe.
Fixei com fita adesiva, e usei fita de cetim para o acabamento, e para dar uma certa graça.




Espero que as professoras gostem.
Thank you Char!

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Regresso ás Aulas - Etiquetas Escolares Feitas em Casa



Todos os anos, faço eu mesma as etiquetas para o material escolar dos miúdos. (No ano passado fiz estas.)

Ficam económicas e totalmente personalizadas, e para isso uso o Microsoft Publisher.
Os meu filhos escolhem a imagem que querem no Google images e eu faço as edições necessárias (adiciono o texto, altero as dimensões) com este programa do Office.


Costumo criar dois tamanhos diferentes: etiquetas pequenas para os lápis e outro material miúdo, e etiquetas maiores para os livros, cadernos, pastas.

Este ano, a minha filha escolheu a temática das Winx, e o meu filho, o Iron Man. Componho cada uma com o estilo e grafismo que cada um prefere e com o qual se identifica.



Imprimo várias etiquetas de uma só vez e com a cisalha, corto tudo sem esforço e de forma perfeita.
Aplico-as com fita ou película adesivas, conforme o tamanho do objecto.
Em alternativa,  as etiquetas podem ser impressas em papel auto-adesivo próprio. A  aplicação torna-se mais simples, mas não fica tão económico.

Gosto de identificar cada lápis, a borracha, a garrafa de água. Assim, tanto os meus filhos como os seu colegas saberão sempre qual é o seu material, mesmo no meio de itens iguais. Este sistema diminui imenso as perdas de material ao longo do ano.



quarta-feira, 5 de setembro de 2012

Mais um Corte de Cabelo ao Gosto do Freguês - Corte Simples de Menina

A minha filha andava há semanas a pedir-me para eu lhe cortar os seus já longos cabelos.
Queria um penteado bastante curto, pelos ombros, e eu estava com pena de lhe cortar tanto...

Ao ver uma novela, disse-me que gostava do corte da fulana tal.
Com uma ideia mais realista do que queria, resolvi fazer o gosto á Diana.


Pronta? A partir daqui já não há volta a dar - perguntei-lhe. Mas ela estava mesmo decidida. Assim é que é.


Com a cabeça ligeiramente inclinada para a frente, ensaiei a medida certa do corte tendo em conta que quando seco, o cabelo encolhe ligeiramente (é melhor acrescentar 1 centímetro ao tamanho que se deseja).


Depois do primeiro corte, vai-se avançando para o lado. Penteia-se muito bem e faz-se deslizar o cabelo por entre dois dedos (indicador e médio), sempre puxando uma porção de mecha que já esteja cortada para seguir como guia de comprimento.


Nas pontas, utilizei a tesoura de desbaste (ao centro) para desfiar cerca de 2,5 cm nos comprimentos e não deixar aquele ar tão certinho. Esta tesoura corta metade do volume da mecha de cabelo.


Penso que este corte pelos ombros favorece imenso a minha filha.
Pode continuar a usar ganchinhos e a fazer rabos de cavalo como de costume, ou usar simples.

O seu cabelo é muito fininho e ganhou um pouco mais de corpo e volume.




Gostaste filha?
Adorei! Adoro o meu cabelo!


E com isto vou poupando uns euros e ganhando experiência!


segunda-feira, 3 de setembro de 2012

Compota de Abrunhos

Sem exagero nem falsas modéstias, esta é a compota mais saborosa que eu já provei na minha vida.
Foi feita com abrunhos silvestres colhidos por toda a família.



Eis a receita:

Lave e retire o caroço aos abrunhos (basta espremer o fruto entre os dedos). Não retiramos as peles porque gostamos do sabor e da cor que oferecem ao doce.

Para 1300gr de abrunhos (pesados sem o caroço) colocamos 600gr de açúcar.
Acrescente um cálice de aguardente, um pau de canela, umas gotas de sumo de limão assim como uma casquinha do mesmo. Esta quantidade dará para aproximadamente 3 frascos de compota.

Leve a lume brando e vá mexendo de vez em quando até o doce estar no ponto (pode levar perto de duas horas).

Entretanto esterilize os frascos onde vai conservar o doce.
Escorra-os e coloque a compota quente dentro dos mesmos fechando-os de imediato e virando-os com a tampa para baixo. Quando os for utilizar, vai ouvir o estalinho e saber que ficaram bem conservados em vácuo.


Uma delícia!


© Hello You . All rights reserved.
Blogger templates by pipdig