segunda-feira, 27 de junho de 2016

Alisamento Capilar // A Minha Experiência com Escova Progressiva


Desde os meus 18 anos que aprendi a lidar com o meu cabelo ondulado e espesso. Uso sempre uma escova secadora para o moldar (um aparelho deste género), mas noto que a gravidez do Martim me deixou com a pele e cabelo horríveis: a pele seca e cheia de comichões (felizmente já passou) e o cabelo seco e crespo de uma maneira que não havia brushing que o controlasse (no dia a seguir ao cabeleireiro estava outra vez crespo e cheio de electricidade). Escusado será dizer que a escova secadora pouco ou nada fazia por ele.


 À primeira vista, o meu cabelo poderia parecer interessante na parte que toca ao volume e ondulação, mas um olhar mais atento revela um desalinho heterogéneo, áspero, umas madeixas lisas e outras encaracoladas... um autêntico ninho de pássaros (sem desprimor pela habilidade de certas aves).


Farta de ter de lidar com ele (e não conseguir), resolvi informar-me sobre os alisamentos disponíveis. No meu cabeleireiro aconselharam-me a escova progressiva. O produto usado não tem formol, poderia prender o cabelo logo após a sessão e lavar quando quisesse.

Confesso que não gosto de cabeleireiros nem de lá passar várias horas... Para o alisamento e corte estive lá 3 horas. 3 horas a ser massacrada com produtos fedorentos e chapas quentes no meu pescoço e couro cabeludo.

Vou explicar mais ou menos como se processa. À chegada lavaram-me o cabelo com um shampoo especial. Depois de enxuto, aplicaram-me o produto alisante mecha por mecha, no cabelo todo. Ficou a actuar por um bocado. Com o produto ainda no cabelo, e depois de um brushing ligeiro, alisaram-me cada madeixa com chapa quente (esta operação foi feita por duas cabeleireiras, sendo que uma delas era a tintureira, responsável pela cor e tratamentos deste género).


Esta fase parece demorar horas: o cabelo é alisado vezes sem conta, arrepelado aqui e ali, e sentir aquela temperatura no pescoço e orelhas não é agradável. O produto a evaporar liberta imenso vapor e cheiro desagradável. Talvez eu esteja a ser dramática, mas isso deve-se provavelmente ao facto de eu não gostar de passar muito tempo em salões nem que me mexam na cabeça.


Depois deste trabalho, o cabelo é novamente lavado e segue para um brushing meticuloso final. Já não me lembro bem em que altura em que fiz o corte.

À saída, o cabelo vem completamente escorrido, colado à cabeça, sem jeitos nas pontas e a parecer um cabelo liso de Barbie.




Dois ou três dias depois lavei o cabelo. Foi-me indicado que deveria usar um shampoo sem sal e tentaram vender-me um no salão por 21€ com apenas 250ml, mas ao espreitar a lista de ingredientes verifico que continha pelo menos dois ingredientes começados por sodium, de maneira que declinei para pesquisar melhor sobre o assunto. À presente data, ainda não adquiri nenhum shampoo com essa característica, e não sei até que ponto será essencial para manter o alisamento. Ainda tenho que me informar melhor sobre este aspecto.

De qualquer das formas, documentei esta experiência no blog para mostrar os progressos do meu cabelo: depois de lavar, sequei-o com secador (este é outro ponto que pode condicionar o sucesso do alisamento, e deve ser feito sempre) e usei a escova secadora como de costume. O meu cabelo ficou com um volume bonito e natural e foi super fácil de modelar. Além disso, ficou mais brilhante e macio, com um aspecto saudável e a cor ficou realçada. Fiquei super satisfeita com os resultados, era mesmo isto que eu pretendia!




Boa semana!

10 comentários

  1. Carolina Sagresjunho 27, 2016

    Ficou fantástico Carla, que grande diferença! Os resultados serão muito duradouros?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Carolina! A tintureira informou-me que o tratamento durava em média 6 meses, consoante o tipo de cabelo e os cuidados que se devem ter como secar sempre o cabelo com secador, evitar o sal (dos shampôs, do mar).

      Eliminar
  2. Está muito giro!
    Segundo me disseram deve-se usar o champo sem sal e evitar o mar.
    Verdade ou não não sei porque nunca fiz alisamento, mas ando tentada :)

    Blog - Desabafos e Coisas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu adiei durante uns meses para ver se o meu cabelo melhorava, e agora que fiz, só penso "Porque é que não fiz isto há mais tempo?"

      Eliminar
  3. Eu fiz em Dezembro e estou super satisfeita, está na altura de fazer outra vez, mas estou a arranjar coragem para 3 horas+ calor no cabeleireiro...
    Fica super controlado, acabam-se os cabelos no ar por causa da humidade, o alisamento dura mais dias, os jeitos da almofada não colam.Sou fã !Quanto ao shampoo uso este: tresemmé liso keratina e bastante satisfeita.

    ResponderEliminar
  4. Carlinha, também eu me rendi à escova progressiva! O cabelo fica sempre com excelente aspecto, e não estraga. Já fiz 3 vezes, e dura sempre entre 6 a 8 meses. É importante usar um champô sem sal, sim.Há imensos no mercado, alguns mais acessiveis do que outros... Eu uso Activare (e tb a máscara da mesma gama). Na cabeleireira custa aproximadamente 20,00€ cada um, mas encontra-se na internet a preços muitooooo mais simpáticos! Valeu a dica? Bj

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh Manuela, muito obrigada pela dica, vou procurar!Um beijinho.

      Eliminar
  5. Desculpe! É Ativare e nao Activare

    ResponderEliminar
  6. Olá, relativamente aos shampoo e amaciador, optas-te por algum que recomendes ?
    Bj

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Isabel. Acabei por não usar nenhuma cuidado específico para o alisamento. Não usei logo de início e pareceu-me que não valeria a pena começar a usar depois. Mas na próxima vez que fizer alisamento vou seguir a sugestão dada pela Manuela (comentário anterior) da gama Ativare. Por enquanto, o meu cabelo está muito fácil de manejar e parecido com o que era antes de engravidar. Tem jeitos e volume e eu estou muito satisfeita, já que não era uma cabelo escorrido que eu pretendia. Bj

      Eliminar

© Hello You . All rights reserved.
Blogger templates by pipdig