quarta-feira, 28 de maio de 2014

Polimento e Vitrificação do Chão de Mármore da Entrada

Materiais como o mármore eram muito comuns nas casas da década de 70, como é o caso da nossa.
Colocaram mármore nas paredes e chão da entrada, da cozinha e das casas de banho (verde escuro horrível, brrrr). E não é um mármore qualquer, tem alguns 20 mm de espessura.

Com o passar dos anos, fomos lidando com essa situação lentamente. Alguns foram completamente removidos (casas de banho e chão da cozinha, que estava muito maltratado pelos moradores anteriores) e outros foram tapados com papel de parede, como o das paredes de entrada.
Com as obras que efectuámos no último Inverno, o nosso plano era cobrir todo o piso térreo com soalho flutuante, incluindo o chão da entrada. Estava muito permeável, encardia com facilidade e estava muito «picado».
Tomámos inicialmente essa decisão de cobrir com soalho porque sempre pensámos que um tratamento profissional seria bastante caro. Mas alguns dias atrás, olhei para o chão e comecei a pensar nos pézinhos molhados e sujos no Inverno em cima do soalho flutuante, no pormenor de ter de persuadir as pessoas a descalçar-se na rua antes de entrar, e no pormenor da nossa recém restaurada porta de ferro que teria de subir 11 mm e não poderia ser cortada... Também olhei para o potencial daquelas pedras, e de como poderia ficar bonito. Telefonei para uma empresa de vitrificação de mármores e pedi um orçamento.

Pequenas empresas (cada vez mais pequenas) deste sector têm cada vez menos trabalho e clientes. E agora as pessoas cobrem o mármore com materiais baratos e não pensam duas vezes, suspirou o rapaz que me veio fazer o orçamento, falando do assunto como se fosse quase um sacrilégio. Eu fui sincera e disse-lhe que poderia muito bem ser uma dessas pessoas, uma vez que até já tinha o material (soalho) para avançar com o resto da obra. Tudo dependeria do valor do orçamento.

Lá me deu o valor: 100€ para o chão da entrada, preço de amigo, que precisava de trabalhar, que se fosse há uns anos atrás me diria que não estava interessado (porque são só 7 m2) ou que pediria uns 300€. Feito! No lado de fora da porta temos mais uma porção de pavimento em mármore que estava muito riscado e com manchas de ferrugem e negociámos o preço para tratar mais esse pedaço (apenas polimento, porque no exterior não se faz a vitrificação).

Blá blá blá, vamos lá então ver como estava o chão:




No lado exterior, manchas e riscos profundos.


Na primeira fase do trabalho, é usada uma máquina que desbasta fortemente o mármore.
O trabalho em si não gera pó, apenas uma pasta que é prontamente aspirada com um aspirador de líquidos.


Numa primeira fase, o mármore terá este aspecto:


Ainda o trabalho ia no início quando eu comecei a ver os danos colaterais: o meu papel de parede completamente arruinado. A verdade é que tencionávamos substituí-lo pois começava a descolar e não se revelou uma boa solução para o local, mas agora é mais uma remodelação que não pode esperar. Fiquei a imaginar Olha se eu já tivesse colocado o lambrim todo pipi e agora quisesse tratar do chão... Ruína!




Depois de colocado betume pedra nas juntas, continuaram o trabalho usando discos cada vez mais suaves para polir o mármore.
Não estive presente durante o processo final de vitrificação, mas parece-me que usaram um produto de acabamento para obter o efeito espelhado.


O resultado final no exterior, já sem manchas nem riscos:


E no interior, a entrada vitrificada:




O chão ficou lindo, clarinho e com um brilho formidável. Será necessário esperar de preferência dois dias até colocar o mobiliário para toda a humidade secar bem.
Cada vez que chego à entrada fico a apreciar a diferença incrível.
Próximo passo: lambrim!...

segunda-feira, 26 de maio de 2014

Stand up comedy na nossa sala

Quando se tem filhos pequenos assiste-se a pequenas pérolas como esta:

Ela: Deste um pum.
Ele: Não dei nada.
Ela: Deste, deste!
Ele: Não fui eu, foi a televisão...
Ela: Só se tens a televisão no rabo.



quinta-feira, 22 de maio de 2014

Preservar Flores Secas

Desde pequena que gosto de secar flores em livros. Quando encontrava uma florzinha que me dissesse algo, pegava nela e guardava-a num livro da escola, na agenda... Por vezes só voltava a ver essa flor anos depois, e surpreendia-me tal recordação "Olha esta florzinha aqui!"

Há algum tempo, publiquei um post sobre flores secas emolduradas. Conforme o tempo foi passando, apercebi-me que há flores que mantêm bem a sua cor, enquanto outras ficam pálidas e sem colorido.
18 meses depois, percebe-se bem qual das espécies não mantém as cores bonitas da época:

Antes
18 meses depois

A luz é o principal factor para as flores em geral perderem o seu tom com o passar do tempo. As flores de buganvília talvez sejam mais sensíveis à luz, pois as flores de gerânio mantêm-se praticamente inalteradas. Pensei que talvez pudesse haver uma forma de preservá-las por mais tempo, e descobri: verniz em spray.

Sequei mais umas flores (normalmente deixo-as 8 semanas espalmadas entre as páginas de um livro pesado) e apliquei-lhes o verniz em spray até ficarem com a superfície bem coberta. Depois de secas, virei-as ao contrário e repeti a aplicação.
É preciso algum cuidado a manusear as flores pois têm tendência para aderir umas às outras depois de envernizadas.


Aqui pode ver-se bem a diferença entre as flores que emoldurei há um ano e meio e as flores que acabei de secar e envernizar.



Com cuidado, descolei as flores antigas e aproveitei o mesmo papel manuscrito para colar as flores novas.




Espero que esta técnica as preserve durante mais tempo! Voltarei a dar feedback no futuro.

segunda-feira, 19 de maio de 2014

Detergente Multi-Superfícies Perfumado

Não sei se pensa da mesma forma, mas se eu usar produtos de limpeza agradáveis e perfumados na limpeza doméstica tenho muito mais gosto em fazê-la. E se o perfume perdurar, melhor ainda!

Recebi o Sonasol Brilhante Floral Euphoria e à primeira vista agradou-me o seu perfume (mas talvez pudesse ser um pouco menos doce). Este detergente faz pouca espuma e contém bio álcool para uma secagem muito rápida, o que faz com que seja apropriado para todas as superfícies incluindo parquet.
A nossa cozinha tem soalho flutuante na zona de refeições, e achei este produto perfeito para lavar tudo de uma só vez sem perigo de danificar as madeiras (e eu estou constantemente a lavar a cozinha, não só pelas razões óbvias mas porque também serve de passagem para o terraço). E comprovo que seca muito rápido e sem deixar marcas (perfeito para as estações frias).



O Sonasol Brilhante Floral Euphoria é mais um produto do ano 2014.

Boa semana e boas limpezas!


quarta-feira, 14 de maio de 2014

Galeria de Quadros :: Sala Multimédia

Sempre gostei do efeito de uma galeria de quadros mas até fazermos as obras e decidirmos a disposição do mobiliário na sala multimédia, nunca tinha achado o sítio perfeito para o fazer.
Para a parede por cima do sofá imaginei uma coisa diferente do que estou habituada, uma mistura eclética, descontraída e inesperada. O melhor de uma composição é que podemos escolher (ou fazer) as imagens que gostamos e obter uma decoração única e que pode evoluir conforme o gosto ou a apetência por uma certa cor ou temática.

Para esta galeria eu quis usar molduras variadas que já tinha cá em casa, depois fiz um layout para saber que tamanhos me faltavam. A construção foi lenta e ponderada. Havia imagens que eu gostava de colocar mas não tinha bem a certeza se funcionariam, ou então eram dispendiosas... Foi aí que puxei dos lápis e dos pincéis para criar a minha própria arte em conta (e fazer jus ao nome do blog).


A moldura grande quadrada contém a capa de um disco de vinil do meu marido. É o álbum Watch, Manfred Mann's Earth Band de 1978. A minha canção preferida deste álbum é Circles. Escolhi-o pelo grafismo interessante (mas foi difícil seleccionar apenas um da pilha de discos que temos em casa).


Duas das imagens foram recolhidas via internet e são livres de direitos. Gostei deste poster vintage de publicidade a uma exposição, e da imagem de uma máquina fotográfica Seagull.







Links:

Um // Ilustração de moda
Dois // Imagem câmara fotográfica 
Três // Esboço de cavalo
Quatro // Capa de disco de vinil
Cinco // Poster publicidade vintage
Seis // Pintura abstracta a acrílico

No sofá: almofada às riscas com tecido Ikea e almofada de lantejoulas feita a partir de um top.


segunda-feira, 12 de maio de 2014

Skip Cápsulas Active Clean

Recebi estas novas cápsulas da Skip para experimentar, e tenho a dizer que é das coisas mais práticas que tenho usado no que toca a tratamento da roupa.
O detergente concentrado já vem pré-doseado em cada cápsula (eu tenho de usar duas devido à capacidade de carga superior da minha máquina, 9 Kg), e não é necessário adicionar tira-nódoas ou outros aditivos graças à fórmula tudo em um, adequada para nódoas difíceis.
Vêm numa caixinha toda prática para guardar no armário e depois podemos adquirir a versão tipo saqueta e voltar a guardar as cápsulas na caixa.


Colocam-se directamente no tambor da máquina antes da roupa. Tão fácil e seguro que posso contar com a minha mini ajudante (enquanto não entra na adolescência, acha graça a estas tarefas).


Não há dúvidas, o produto além de prático é mesmo bom e deixa as roupas impecáveis (diz a mãe de duas crianças que brincam e todos os dias trazem nódoas que deixariam um jogador de rugby emocionado).


Pela inovação e satisfação dos consumidores, Skip Cápsulas foi eleito Produto do Ano 2014.

Boa semana!

quinta-feira, 8 de maio de 2014

Suporte de Utensílios ou Objecto Decorativo?

Enquanto passeava pela loja Gato Preto, encontrei um objecto que me chamou a atenção pelo brilho e pelas formas pouco habituais para um suporte de utensílios. Isso mesmo: um suporte de utensílios para a cozinha.
Gostei tanto que peguei nele já a imaginá-lo não na cozinha, mas a decorar uma estante, como jarra de flores ou até para colocar velas e obter um bonito efeito. Ainda gostei mais quando vi que tinha um desconto.


Coloquei um copo de vidro no seu interior para acomodar algumas rosas que plantei nos últimos anos, e uns salpicos de malmequeres trazidos pela mão da minha filha no dia da Mãe.




Bonito e versátil.

segunda-feira, 5 de maio de 2014

Ilustração de Moda


Uma das tendências na decoração que espreita de tempo a tempos é a gravura tipo ilustração de moda.
Adoro este tipo de estampas que combinam esboço com apontamentos de cor, e queria uma realmente original que eu pudesse chamar minha. Além disso, achei que poderia resultar bem visualmente na sala multimédia.

Na sala multimédia? Isso não se usa nos quartos de vestir e assim? 
Na nossa casa, devemos usar o que quisermos e onde quisermos se achamos que fica bem, nos faz sentir bem e se identifica connosco. É o sítio onde podemos fazer o que nos dá na real gana!
Como eu pretendo uma mistura eclética de molduras e de temas na composição por cima do sofá, achei que conseguia fazer funcionar os tons e as formas com uma ilustração deste tipo, e ainda adicionava figuração humana no conjunto.
Primeiro escolhi uma imagem feminina na qual me pudesse basear para o desenho. Encontrei esta fotografia perfeita com um rosto a 3/4 da Jessica Alba (não sou especialmente fã da actriz, escolhi a fotografia essencialmente por ser um rosto bonito, na posição certa para o meu desenho).


O rosto que desenhei ficou um bocadinho mais minucioso e realista do que eu desejava (tal como aconteceu com o esboço do cavalo). Os restantes traços ficaram tal como idealizei e como vi em algumas ilustrações deste tipo: sinuosos e abstractos, a contrastar com o rosto mais definido. Menos mal. Não existem regras numa criação (dizia eu a mim própria para me encorajar)... e a expressão ligeiramente afectada da minha rapariga até lhe dava um ar mais fashion (inserir sotaque esquisito).

Contornei as linhas com caneta rollerball preta e apaguei os traços a carvão.
Usei lápis de cor para colorir alguns pormenores da maquilhagem do rosto e dar destaque ao padrão da roupagem.




Assim que completar a galeria (falta um quadro) mostro o conjunto.
Boa semana!

© Hello You . All rights reserved.
Blogger templates by pipdig